De 30 em 30 nasce em mim, uma nova versão...


Sou daquelas que vive buscando métricas que acalmem o caos que vive em mim... Os ritos de passagem, marcados por grandes acontecimentos são sempre um alento à minha alma ávida por harmonia, beleza e paz. Gosto de pensar que tenho uma vida de propósito e parceria com o povo lá de cima!

Dos zero aos 30, constitui família, e busquei ser o que esperavam de mim...

Aos 30, querendo ser um bom exemplo para meus filhos, transformei um hobby numa profissão e como um cavalo desejando sua cenoura, busquei o melhor de mim, como mulher, mãe e artista; vivi esses últimos 30 anos com a sensação de correr uma maratona equilibrando a louça do Palácio de Buckingham!!!

Os 60 me pegaram em plena pandemia, que já chegou puxando o freio de mão da minha vida! A exposição com vernissage marcada para abril, teve que ser adiada, os planos de toda gente, caídos por terra... o mundo precisava hibernar e gestar soluções. O medo do barco à deriva foi amenizado para aqueles que como eu, tinham fé que a luz chegaria para nos libertar. A vacina chegou e com ela meu primeiro neto! Apesar de ainda reclusa, o sol já faz boas sombras na minha caverna e me convida a partilhar do seu brilho! Estou aqui, feliz, sou safra 1960 e como tal, inaugurando a classificação dos novos jovens!!!! Estou pronta para assumir essa nova fase! Espero partilhar minhas experiências e aprender com meu neto e com novos artistas!!!!


Featured Posts
Recent Posts